PLANTAS ORNAMENTAIS PARA INTERIORES

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

plantas_ornamentaisLuz artificial ou pouca luz natural, espaço limitado e pouca ventilação não impedem certas espécies de habitarem alguns ambientes e deixá-los super aconchegantes.

Existem plantas ornamentais adequadas para interiores, que não exigem muito tempo para o cuidado, mas trazem muita beleza e alegria.

A Carla e a Mônica, do Armazém Verde, localizado em Belo Horizonte – MG, deram aqui algumas sugestões de espécies resistentes a interiores e dicas de cuidado. Aproveite!

Palmeira Ráfis

A palmeira ráfis, principalmente plantada em vasos, cresce melhor em ambientes com baixa a média luminosidade. Procure manter a terra sempre úmida, reduzindo um pouco as regas nos meses mais frios. Prefere temperaturas medianas, mas suporta baixas temperaturas por algum tempo. Porém, não tolera geadas. A planta exige alta umidade do ar (acima de 60%).

Palmeira Chamaedórea

Uma das mais populares plantas para interiores, a palmeira chamaedorea fica bem em vasos e não passa dos dois metros de altura. Gosta de ambientes úmidos e longe da luz direta do sol. A rega tem que ser frequente, para manter a terra sempre úmida.

Pinanga

Gosta de meia-sombra ou sombra. Não tolera luz direta do sol nas horas mais quentes do dia. Aprecia solo úmido, mas não encharcado: regar de 2 a 3 vezes por semana, de forma moderada, com maior volume nos dias mais quentes e menor volume nos dias mais frios. Não é necessária poda; se desejar, retirar folhas secas e os brotos, que nascem ao redor da planta mãe.

Pleomele

Muito vistosa, a Pleomele pode ter as folhas com as bordas brancas ou verde-limão. É muito usada em ambientes internos, mas deve-se prestar atenção se ela está se adaptando à baixa luminosidade. Caso ela comece a perder folhas, é melhor colocar em ambiente mais claro, mas não necessariamente diretamente ao sol.

Samambaia

Pode ser cultivada em vasos, jardineiras, ou diretamente no solo, à meia-sombra e em canteiros umedecidos. Muito resistente a baixas temperaturas de inverno.

Cuidados básicos:

– acompanhar a necessidade de água de acordo com a espécie;

– fazer adubação foliar pelo menos 1 vez ao mês;

– levar a planta para fora do ambiente e lavar as folhas, para retirada de poeira, às vezes.

– observar a ventilação e luminosidade. A falta desses fatores pode afetar as plantas com pulgões.

Sua casa ganhará toques de verde e ficará muito mais gostosa com essas dicas e com os Vasos da Verdy. Conheça agora os nossos produtos aqui.

 

Colaboração: Mônica e Carla

Armazém Verde

Belo Horizonte – MG

Receba nossas novidades por email

Cadastre-se e fique por dentro das novas tendências do paisagismo

Dicas relacionadas